Ufopa promove cursos de línguas indígenas

As aulas serão oferecidas em caráter intensivo durante o mês de julho, de 2 a 31. No caso do nheengatu, haverá uma segunda etapa de aulas em janeiro de 2015. Podem participar os estudantes, professores indígenas e não indígenas e demais interessados. As inscrições custam R$ 50,00 (incluindo parte do material didático) e podem ser feitas na Ufopa.

Imprimir

O curso visa formar professores dessas línguas para atuar na rede pública de ensino.

SANTARÉM - Com o objetivo de valorizar as etnias e o modo de ser dos povos indígenas na região Amazônica, a Ufopa promove em julho aulas das línguas indígenas mundurucu e nheengatu, também conhecida como língua geral amazônica.

O curso visa formar professores dessas línguas para atuar na rede pública de ensino. As aulas serão oferecidas em caráter intensivo durante o mês de julho, de 2 a 31.  No caso do nheengatu, haverá uma segunda etapa de aulas em janeiro de 2015.

Podem participar os estudantes, professores indígenas e não indígenas e demais interessados. As inscrições custam R$ 50,00 (incluindo parte do material didático) e podem ser feitas na Ufopa, na sala 302 do Câmpus Amazônia, e também no local das aulas, o Centro Indígena Maíra, na rodovia Santarém-Cuiabá, nº 3180 (km 3), próximo ao Seminário São Pio X.

FÁBRICA  A Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e a Prefeitura Municipal de Santarém assinaram no dia 26, um convênio, no valor de 40 mil reais, para a implantação de uma fábrica voltada para a produção de sabão e velas artesanais, a partir do reaproveitamento de óleo e azeite usados em padarias da cidade.

Será possível produzir até uma tonelada de sabão artesanal por mês.

A solenidade, que contou com a participação da reitora da Ufopa, Raimunda Monteiro, e do prefeito de Santarém, Alexandre Von, ocorreu na sede do Banco da Amazônia, durante o encontro mensal do Grupo de Gestão Integrada para a Construção do Desenvolvimento Sustentável (GGI-DRS), que congrega diversas instituições das esferas pública e privada.

O convênio tem por objeto a doação de 40 mil reais, pertencentes aos recursos públicos municipais, montante que será revertido na aquisição de equipamentos, através de licitação, para a implantação da fábrica, que será instalada no Parque Tecnológico do Tapajós, situado no Campus Tapajós, em Santarém, PA. “Esse é o primeiro projeto que se concretiza no âmbito do PCT-Tapajós”, afirmou a reitora durante a solenidade.

De acordo com o Prof. Paulo Sérgio Taube Jr., do Instituto de Biodiversidade (IBEF) e Florestas da Ufopa, um dos coordenadores do projeto, inicialmente serão coletados resíduos de 40 panificadoras credenciadas junto ao Sindicato da Indústria de Panificação, as quais geram, em média, 1.400 litros de óleo ao mês.

O professor explica que, com esta quantidade de matéria-prima, será possível produzir até uma tonelada de sabão artesanal por mês. “A ideia é vender um produto com óleo essencial, aromas da Amazônia, com valor agregado, e os recursos gerados serão investidos em novos projetos na área de biocombustíveis”.

Segundo Paulo Taube Jr., o projeto envolverá a participação de alunos dos cursos de Agronomia, Biotecnologia e Farmácia. A iniciativa já conta com a participação de outros professores da Ufopa, como Kelly Christina Ferreira Castro e Daniel Ferreira Amaral, ambos do IBEF. “Também convidaremos professores de outras áreas para participar do projeto”.

NOMEAÇÃO Foi publicada nesta segunda-feira, 30, no Diário Oficial da União, a primeira lista de nomeações dos candidatos aprovados no concurso público para professor de magistério superior da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA). Foram nomeados, em caráter efetivo, 81 classificados para o cargo de Professor do Magistério Superior, Classe “A”, em regime de trabalho de Dedicação Exclusiva. A partir da data de nomeação, os convocados tem o prazo de 30 dias para tomar posse e de mais 15 dias para entrar em exercício.

Realizado em maio deste ano, o concurso contou com quase 900 inscritos, que se candidataram às 148 vagas ofertadas, distribuídas em 118 áreas temáticas. A homologação do resultado final do concurso foi publicada no último dia 25 de junho, no Diário Oficial da União. Foram, ao todo, 196 candidatos aprovados.

Leia também:

A nossa história nas ondas da Rádio Rural
Eucaristia fraterna e subversiva
Estado nomeia 523 para Sefa e Polícia Civil
Santarém, 353 anos de muitos avanços
Amazônia Legal estará toda mapeada até 2017
Aeroportos batem recordes de passageiros
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *