MRN comemora 32 anos de atividades

A Mineração Rio do Norte (MRN) comemora 32 anos neste sábado (27), com uma grande festa na sede do Mineração Esporte Clube, em Porto Trombetas, município de Oriximiná.

Imprimir

O primeiro embarque de bauxita marcou o início das atividades da MRNORIXIMINÁ – A Mineração Rio do Norte (MRN) comemora 32 anos neste sábado (27), com uma grande festa na sede do Mineração Esporte Clube, em Porto Trombetas, município de Oriximiná.

A festa de comemoração alusiva ao primeiro embarque de bauxita, realizado em 13 de agosto de 1979, deverá reunir cerca de 2 mil pessoas, entre empregados da MRN e a comunidade de Porto Trombetas.

O primeiro embarque de bauxita foi o marco do início das atividades da MRN no Oeste paraense, quando o navio Cape Race partiu com 22 mil toneladas de minério rumo ao Canadá. Até 31 de julho de 2011, a MRN embarcou 6.938 navios e está prestes a alcançar a marca de 7 mil embarques, prevista para outubro deste ano.

A empresa atende hoje o mercado interno regional, atendendo as refinarias Alunorte (Pará) e Alumar (Maranhão), além do mercado externo. Sua produção atende os Estados Unidos, Canadá, Europa e Suriname. Do total de vendas em 2010, 63,37% foram destinadas ao mercado interno e 36,63% ao externo.

 

SUSTENTABILIDADE Em 32 anos de atividades, a empresa assumiu como compromisso não somente a produção da bauxita com qualidade, mas também o respeito ao meio ambiente.

Foi pioneira, no Brasil, no processo de reflorestamento de áreas mineradas, em 1981. Até julho de 2011, somam-se 4.447 hectares de área reflorestada em antigos tanques de rejeito, com espécies nativas da região Amazônica.

São mais de 8,5 milhões de árvores plantadas, utilizando-se 450 tipos de espécies nativas. Só em 2010, a MRN produziu 450 mil mudas em seu viveiro próprio. Além da produção interna, a empresa orientou tecnicamente a produção de 60 mil mudas por viveiristas da região.

O investimento em ações com foco na sustentabilidade é outro destaque ao longo da história de 32 anos da Mineração Rio do Norte (MRN). Em 2011, a empresa atingiu a marca de 40 projetos socioambientais realizados em municípios da região Oeste do Pará, nas áreas de Saúde e Segurança, Meio Ambiente, Educação e Cultura e Desenvolvimento Sustentável.

O projeto Pé-de-Pincha, que tem como objetivo proteger espécies de quelônios nativas da região, está entre os projetos apoiados pela empresa. Em março deste ano foram soltos na natureza cerca de 35 mil filhotes de tartarugas, tracajás e pitiús, contribuindo assim para a preservação dessas espécies. A iniciativa também trabalha a questão da educação ambiental junto a moradores de comunidades ribeirinhas localizadas em Terra Santa e Oriximiná.

Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *