Empresas beneficiadas com ações de certificação artesanal da Adepará

O trabalho é realizado nos municípios de Belterra, Mojuí dos Campos, Santarém, Alenquer e Oriximiná, e conta com a parceria da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), regional de Santarém, que é a responsável técnica dos estabelecimentos beneficiados. O produtor que tiver interesse, pode também procurar o escritório da Adepará mais próximo da sua propriedade para buscar informações e orientações.

Imprimir

Os fabricantes de polpas estão entre os beneficiados com a certificação artesanal da Adepará

SANTARÉM – Mais de 200 estabelecimentos que produzem polpas de frutas, casas de farinha e empresas que beneficiam mandioca, do oeste do Pará, estão sendo atendidos pelas ações de certificação artesanal da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará).

O trabalho é realizado nos municípios de Belterra, Mojuí dos Campos, Santarém, Alenquer e Oriximiná, e conta com a parceria da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), regional de Santarém, que é a responsável técnica dos estabelecimentos beneficiados.

A ação engloba vistorias técnicas feitas pela Adepará e Emater para padronização dos locais onde são produzidos os alimentos.

“Após as etapas deste trabalho, os produtos ganharão o selo de qualidade da Adepará, que garante ao consumidor um alimento seguro. A atividade envolve a atualização da legislação, vistorias nos estabelecimentos, além de orientações aos produtores e demais trabalhadores. O objetivo é certificar os estabelecimentos, para que possam comercializar sua produção em todo o Estado do Pará”, explica a gerente de Produto Artesanal de Origem Vegetal, Karen Belforte.

A Adepará possui duas gerências de Produtos Artesanais, uma da área animal e outra vegetal, que atuam em todo o Estado, realizando visitas técnicas no intuito de orientar os produtores para que cumpram as regras sanitárias, conforme legislação e, assim, possam comercializar legalmente seus produtos dentro do Pará.

O produtor que tiver interesse, pode também procurar o escritório da Adepará mais próximo da sua propriedade para buscar informações e orientações. (Com informações da Secom)

 

 

 

Leia também:
Evento debate águas doces do Baixo Amazonas
Assaltantes do Basa de Rurópolis encurralados
Quatro assaltantes do Basa de Rurópolis mortos…
Ex-prefeito de Prainha, Joaquim Nunes, condenado…
S. Raimundo perde nos pênaltis para Cametá
Estado firma acordo para implantar novo polo…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *