Alter do Chão é destaque em campanha de incentivo ao turismo na Amazônia

O conteúdo conta com um glossário, uma espécie de dicionário dos linguajares, costumes, festas tradicionais, lugares, curiosidades e outras peculiaridades do estado. Constam ainda do aplicativo informações sobre os lugares que podem e devem ser visitados por paraenses e turistas, como a Basílica Santuário de Nazaré, as ruínas de Joanes, as praias da região do Salgado, a vila de Alter do Chão em Santarém (conhecida como o caribe amazônico), a rota turística Belém-Bragança, entre outros.

Imprimir

O secretário de Comunicação do Governo do Estado, Daniel Nardin durante o lançamento da campanha "Bem Pará - A Amazônia que encanta"

BELÉM - “Bem Pará – A Amazônia que encanta”. Este é o tema da campanha institucional que o Governo do Pará lançou ontem, dia 12, na capela do Espaço São José Liberto, juntamente com um aplicativo colaborativo, por meio do qual é possível obter informações relevantes sobre todos os municípios do estado e ainda contribuir com os conteúdos.

O secretário de Estado de Comunicação, Daniel Nardin, comenta que o aplicativo surgiu como uma forma de reunir, em um único espaço, informações leves, rápidas e dinâmicas sobre os destinos paraenses. “O aplicativo se atualiza, de forma interativa, ao longo do tempo, na medida em que cada cidadão passa a ser um divulgador das belezas do Pará”, explica.

APP  O Aplicativo Colaborativo “Bem Pará – A Amazônia que encanta” traz informações sobre os 144 municípios e sobre a capital paraense, tais como descrição, história, economia, principais atrativos, localização, municípios próximos, quando ir, como chegar e telefones úteis.

A ideia é fazer com que os usuários, especialmente os que residem no estado, disponham de uma plataforma digital de fácil acesso, que reúna o maior número possível de dados sobre as diversas localidades paraenses (partindo de informações básicas, como localização geográfica, como e quando ir, roteiros e meios de transporte para o deslocamento, etc) e ainda possam colaborar com dados ou imagens.

O conteúdo conta com um glossário, uma espécie de dicionário dos linguajares, costumes, festas tradicionais, lugares, curiosidades e outras peculiaridades do estado. Constam ainda do aplicativo informações sobre os lugares que podem e devem ser visitados por paraenses e turistas, como a Basílica Santuário de Nazaré, as ruínas de Joanes, as praias da região do Salgado, a vila de Alter do Chão em Santarém (conhecida como o caribe amazônico), a rota turística Belém-Bragança, entre outros.

O aplicativo conta com links para gastronomia, cultura, fotografias e vídeos. Dentro dessa diversidade, o programa destacará os eventos culturais e religiosos, a exemplo dos Círios – manifestação presente em 37 municípios paraenses, incluindo o maior (de Belém), o mais antigo (de Vigia) e o único fluvial e noturno (de Oriximiná).

PRÊMIO  Além da apresentação do Aplicativo Colaborativo “Bem Pará – A Amazônia que encanta”, o evento contou com o lançamento da 4ª edição “Prêmio de Jornalismo em Turismo Comendador Marques dos Reis”. Criado para atrair a atenção da mídia nacional e internacional para o turismo no Pará, o prêmio visa reconhecer a importância do profissional de comunicação especializado em turismo para o desenvolvimento dessa importante atividade econômica no Brasil. Esta edição é realizada pela Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do Estado do Pará (Abrajet/Pará), Setur e Secom, com apoio da Abrajet Nacional e do Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor/PA).

A presidente da Abrajet, Isa Arnour, explica que o prêmio busca valorizar o profissional que trabalha com o turismo e, nesta edição, irá incluir os estudantes universitários que também poderão inscrever seus trabalhos. “As inscrições podem ser feitas a partir de hoje, através do site. Estão aptos a concorrer trabalhos publicados de agosto de 2016 a novembro deste ano. “Fotos, sonoras, matérias, todo tipo material voltado para o turismo pode concorrer”, comenta.

A novidade este ano é a inclusão da categoria “Estudante Universitário”, como forma de despertar o interesse de acadêmicos de Jornalismo para a especialização nessa área. O resultado será divulgado durante o Publicom Belém, programado para os dias 14 e 15 de novembro, na Estação das Docas. (Secom)

 

 

 

Leia também:
Aneel deverá fiscalizar denúncias de aumentos…
Nem o furacão Irma é capaz de acordar os que…
Ufopa ofertará cursos fora da sede este ano
Alter do Chão recebe Tapajazz Festival
Coema aprova recomenda sobre exportação…
Juiz suspende decreto de extinção da Renca

 

Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *