Adepará lança campanha contra febre aftosa

A estimativa é que esta etapa da vacinação abranja, no mínimo, 108.102 propriedades cadastradas pela Adepará em 130 municípios paraenses, sendo que, destas, 2.500 terão a vacinação assistida pela agência. O Pará tem o quinto maior rebanho do Brasil, e conquistou, no ano passado, o certificado internacional de área livre de febre aftosa. O município de São Félix do Xingu é detentor do maior rebanho bovídeo do Estado, tendo cadastrado 5.206 propriedades e 2.214.722 cabeças.

Imprimir

A estimativa é que esta etapa da vacinação abranja, no mínimo, 108.102 propriedades cadastradas pela Adepará em 130 municípios paraenses,

SANTARÉM – A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), lança, amanhã, dia 30, neste município, a Campanha Estadual de Vacinação contra a Febre Aftosa/Etapa Maio 2015.

O lançamento contará com a presença de autoridades de governo, sindicatos rurais e produtores. A vacinação do rebanho de bovinos e bubalinos do Estado será realizada entre 1º e 31 de maio, em todo o território paraense, com exceção do Arquipélago do Marajó e municípios de Faro e Terra Santa.

Mais de 500 servidores estarão envolvidos e acompanharão o trabalho para garantir que todo o processo de vacinação atenda às metas da Agência, que é alcançar o mais alto índice vacinal.

A estimativa é que esta etapa da vacinação abranja, no mínimo, 108.102 propriedades cadastradas pela Adepará em 130 municípios paraenses, sendo que, destas, 2.500 terão a vacinação assistida pela agência.

De acordo com o médico veterinário George Santos, da Gerência do Programa de Erradicação da Febre Aftosa da Adepará, o próprio produtor rural compra a vacina e faz a aplicação. “As vacinas podem ser adquiridas em qualquer revenda agropecuária cadastrada na Adepará e os preços variam de acordo com o laboratório da vacina, município e revenda agropecuária. O preço da dose é, em média, R$ 1,60”, disse.

O produtor tem até o dia 15 de junho, para notificar a Adepará da vacinação, devendo comparecer ao escritório da Agência onde sua propriedade é cadastrada, apresentando a nota fiscal de compra das vacinas, e declarando o rebanho conforme espécies, quantidades, sexo e idades.

O Pará tem o quinto maior rebanho do Brasil, e conquistou, no ano passado, o certificado internacional de área livre de febre aftosa. O município de São Félix do Xingu é detentor do maior rebanho bovídeo do Estado, tendo cadastrado 5.206 propriedades e 2.214.722 cabeças.

O Arquipélago do Marajó e dois municípios da Zona de Proteção na divisa com o Estado do Amazonas, Faro e Terra Santa, não receberão esta etapa de vacinação do rebanho de bovinos e bubalinos.

O Marajó, que tem especificidades geoclimáticas, terá vacinação de 15 de agosto a 30 de setembro. Já Faro e Terra Santa estão atualmente recebendo vacinação, com a participação do órgão no acompanhamento da Etapa de Combate à Febre Aftosa no Estado do Amazonas. Nos dois municípios a vacinação começou desde 15 de março e segue até 30 de abril.

CALENDÁRIO  A Adepará realiza 5 campanhas contra a febre aftosa ao longo do ano:

15 de março a 30 de abril – etapa de vacinação das Zonas de Proteção de Faro e Terra Santa.

1 a 31 de maio – campanha estadual de vacinação/maio 2015.

15 de julho a 30 de agosto – etapa de vacinação das Zonas de Proteção de Faro e Terra Santa.

15 de agosto a 30 de setembro – etapa de vacinação da Ilha do Marajó (etapa única, em função das condições geoclimáticas).

1 a 30 de novembro – campanha estadual de vacinação/novembro 2015.

(Com informações da Adepará)

 

 

Leia também:
Faculdades irregulares na mira da Justiça
MPF pede saneamento em aldeias Munduruku
Itaituba recebe audiência pública do PPA
Plantas amazônicas ajudam desenvolver remédios…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *