Vereador se desfilia do PT

O vereador Evaldo da Premac Costa não pertence mais ao PT. Ele entregou essa semana (quinta-feira, 22), à presidente do partido em Santarém,Odete Costa, o seu pedido de desfiliação das fileiras petistas. Alegou problemas particulares para deixar a legenda.

Imprimir

O vereador Evaldo da Premac Costa não pertence mais ao PT. Ele entregou essa semana (quinta-feira, 22),  à presidente do partido em Santarém,Odete Costa, o seu pedido de desfiliação das fileiras petistas. Alegou problemas particulares para deixar a legenda.

Para a GAZETA, o parlamentar disse que não pretende se filiar a nenhum partido em Santarém, e por isso a sua reeleição ao cargo está descartada. Com quase 9 anos de militância no PT, Evaldo da Premac entrou para a Câmara Municipal em 2006, na vaga aberta com a saída do médico e vereador Carlos Martins, eleito naquele ano deputado estadual. Evaldo era o 1º suplente do partido.

Candidato novamente em 2008, ele foi eleito com 2.989 votos, a maior votação do PT.

A desfiliação de Evaldo deve-se a planos dele de iniciar carreira política na sua terra natal, Flores do Piauí (PI), onde tem vários parentes envolvidos em atividades políticas. Uma de suas sobrinhas foi eleita a vereadora mais votada naquele estado.

“São apenas planos. Não há nada certo. Vou continuar morando em Santarém, onde tenho negócios, onde tenho mandato”, explicou o vereador.

Odete Costa declarou à GAZETA que vai reunir com a Executiva do PT nos próximos dias, para comunicar o fato e discutir que posição o partido deve adotar em relação a Evaldo da Premac. Adiantou que, a princípio, o partido não deve adotar nenhuma medida judicial no sentido de cobrar o mandato do vereador, com base na nova legislação eleitoral. “Desde que ele [Evaldo] não mude para outro partido ou continue na base de sustentação do governo municipal na Câmara”, explicou.

Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *