Vereador denuncia cartel de passagens aéreas

O vereador Dayan Serique (PPS), na sessão desta quarta, dia 18, denunciou o cartel que vem ocorrendo na região Oeste do Pará, com relação aos preços que ele considera absurdos nas passagens áreas. O vereador relata que uma passagem Santarém/Itaituba, dentro do espaço geográfico do Oeste do Pará, está custando mais de R$ 1 mil, num vôo de curtíssima duração. “Tem dias que essa passagem está R$ 2 mil, até R$ 5 mil, chegam os preços abusivos”, cita Dayan.

Imprimir

Dayan pediu a sensibilidade do deputado federal Chapadinha.

SANTARÉM –  O vereador Dayan Serique (PPS), na sessão desta quarta, dia 18, denunciou o cartel que vem ocorrendo na região Oeste do Pará, com relação aos preços que ele considera absurdos nas passagens áreas.

Segundo Serique, morador da região que queira ir para uma das capitais dos estados brasileiros, tem que vir por Santarém, para viajar. Para Dayan, o que mais revolta é que todos os anos o aeroporto de Santarém bate recorde com relação ao numero de passageiros.

“Portanto, não sofre prejuízos, pelo contrário, é um aeroporto que dá lucro, só que agora o preço das passagens estão extremamente abusivos”, indigna-se.

O vereador relata que uma passagem Santarém/Itaituba, dentro do espaço geográfico do Oeste do Pará, está custando mais de R$ 1 mil, num vôo de curtíssima duração. “Tem dias que essa passagem está R$ 2 mil, até R$ 5 mil, chegam os preços abusivos”, cita Dayan.

O vereador disse que está na hora de o Ministério Público, Assembléia Legislativa e Governo do Estado, tomarem medidas para que essa situação chegue ao fim. Ao mesmo tempo, Serique adverte que “não se vê os deputados estaduais, na Assembléia legislativa, preocupados com isso”.

Dayan pediu a sensibilidade do deputado federal Chapadinha, ”que compre essa briga conosco e que junto à agência reguladora, faça diminuir o valor dessas passagens que vem sendo cobrados de forma abusiva”, lamenta.

Dayan disse que com esses valores exorbitantes, todo o contexto do mercado sofre e muito mais os turistas. “Como é que eles vão conseguir chegar a Santarém, com esses preços”?, questiona, acrescentando que está mais barato ir para Lisboa, capital de Portugal ou para um ponto qualquer dos Estados Unidos, do que vir para os estados da região Norte do Brasil.

“Então temos que unir forças para que festas como Sairé, aniversário da cidade e as nossas praias, possam ser desfrutadas pelos turistas, mas para isso o preço das passagens áreas precisa ser acessível a todos os que fazem uso desse tipo de transporte”, argumenta Serique.  (Com informações da Ascom da Câmara Municipal)

 

 

 

Leia também:
Seminário debate projeto na Bacia do Tapajós
Ministério da Integração autoriza R$ 89 mil…
Temer e a Casa Grande se iludem. Por Eliana Brum
Delegados federais com cara de tacho. Por…
Justiça quer medidas emergenciais para…
Novas regras para operadoras de plano de saúde…
Servidores do Judiciário fazem paralisação de…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *