Vereador cobra entrega de leitos na UTI do Hospital Regional do Baixo Amazonas

O vereador Emir Aguiar (PTN), cobrou na sessão de hoje, dia 18, a entrega de mais 25 leitos de UTI, do Hospital Regional do Baixo Amazonas, com sede em Santarém, que foram prometidos desde 2014. De acordo com o vereador Emir Aguiar, os 25 leitos da UTI estão prontos, faltando serem entregues à população. O vereador pede aos deputados estaduais que façam ecoar na Assembléia Legislativa esse clamor da população regional e que junto ao Governo do Estado, consigam o repasse financeiro no valor de R$ 1,7 milhão, que segundo ele, é o valor necessário para fazer funcionar os 25 leitos de UTI.

Imprimir

Tem pessoas morrendo, necessitando desse atendimento de UTI e o Hospital Regional não abre a porta, segundo Emir Aguiar

SANTARÉM –  O vereador Emir Aguiar (PTN), cobrou na sessão de hoje, dia 18, a entrega de mais 25 leitos de UTI, do Hospital Regional do Baixo Amazonas, com sede em Santarém, que foram prometidos desde 2014.

De acordo com o vereador Emir Aguiar, os 25 leitos da UTI estão prontos, faltando serem entregues à população. O vereador informa que não teria recurso financeiro para fazer entrar em funcionamento os leitos da UTI e ele questiona: Então, para que fizeram a obra, sem um planejamento adequado?

O vereador relata que tem pessoas morrendo, necessitando desse atendimento de UTI “e o Hospital Regional não abre a porta, porque ele precisa de um título de excelência no atendimento”, ironiza.

Indignado, Emir alerta que “no Hospital Municipal, mais Regional que o do Baixo Amazonas porque atende pessoas de toda a região, os seres humanos podem morrer e no Regional não, porque o titulo de excelência tem que ser conquistado. O que o hospital precisa é salvar vidas e não de títulos de excelência”, sugestiona.

Emir Aguiar quer apoio da Governo do Estado para o funcionamento da UTI

O vereador Emir Aguiar pede aos deputados estaduais que façam ecoar na Assembléia Legislativa esse clamor da população regional e que junto ao Governo do Estado, consigam o repasse financeiro no valor de R$ 1,7 milhão, que  segundo ele, é o valor necessário para fazer funcionar os 25 leitos de UTI.

PESQUISA Fazendo coro a denúncia de Emir Aguira e com base em pesquisa recente do Conselho Federal de Medicina, a vereadora Marcela Tolentino (SD), disse que nos hospitais públicos de Santarém, existe apenas um leito para cada mil habitantes.

A vereadora lamenta que dessa forma seja impossível um atendimento de qualidade à saúde pública. Ela ressalta que Santarém não atende somente seus munícipes, mas pessoas de toda a região Oeste do Pará, com cerca de um milhão de habitantes.

Marcela disse que o fato de vermos pessoas doentes espalhadas em macas nos corredores dos hospitais públicos, mostra a triste realidade do atendimento à saúde. Ela defende a disponibilidade de recurso financeiro dos governos do Estado e Federal, para investimento na saúde de Santarém.

Segundo Marcela, o Sistema Único de Saúde – SUS -, no papel é muito bonito, é um exemplo de plano de saúde para o mundo. “Mas na prática, tem distorções que precisam ser corrigidas urgentemente”, adverte. (Com informações da Ascom da Câmara Municipal)

 

 

 

 

Leia também:
Vereador pede saída da Cosanpa de Santarém
Seminário debate projetos na Bacia do Tapajós
Ministério da Integração autoriza R$ 89 mil…
Temer e a Casa Grande se iludem. Por Eliana Brum
Delegados federais com cara de tacho. Por…
Justiça quer medidas emergenciais para…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *