Vereador aponta mais calotes do prefeito Von

O vereador Emir Aguiar (PR), usou a tribuna da Câmara, nesta quarta, dia 16, e apontou mais calotes aplicados pelo prefeito Alexandre Von no pagamento de empresas que construíram escolas para a administração municipal. Na semana passada ele havia denunciado o caso do débito de mais de 180 mil reais da PMS com a empresa Área Engenharia e Comércio Ltda., agora outro débito, com a mesma empresa, no valor de 89 mil reais que ficou pendente por conta da construção da Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria do Rosário, na comunidade de Irurama.

Imprimir

Emir Aguiar: "são mais de 250 mil reais de débitos da PMS com a empresa"

SANTARÉM – O vereador Emir Aguiar (PR), usou a tribuna da Câmara, nesta quarta, dia 16, e apontou mais calotes aplicados pelo prefeito Alexandre Von no pagamento de empresas que construíram escolas para a administração municipal.

Na semana passada ele havia denunciado o caso do débito de mais de 180 mil reais da PMS com a empresa Área Engenharia e Comércio Ltda., de propriedade dos empresários Rui Serique e Alencar Pinto. A empresa construiu a Escola Municipal de Ensino Fundamental Delfina de Jesus Amorim, concluiu a obra, entregou ao município em 2013 que depois de dois anos ainda não quitou o débito.

Além deste, o vereador apontou outro débito, com a mesma empresa, no valor de 89 mil reais que ficou pendente por conta da construção da Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria do Rosário, na comunidade de Irurama, totalizando mais de 250 mil reais de débito da PMS junto a mesma  empresa.

Emir Aguiar disse ainda que recebeu denúncias de que outros empresários estão há bastante tempo tentando receber pendências junto a prefeitura e não conseguem.

“A gente precisa levantar o grau de endividamento da prefeitura hoje. Verificar quanto está devendo na praça em Santarém e fora do município e com isso, chamar atenção do gestor municipal para que tenha mais zelo e evite o endividamento da prefeitura e prejuízo aos empresários”, observou.

Para o vereador, a principal corresponsabilidade da Câmara Municipal é com relação a dívida com a empresa que construiu a Escola Delfina de Jesus Amorim, uma vez que os vereadores foram diversas vezes com a Secretária de Educação para mediar e agilizar a construção da escola, bem   como fizeram o acompanhamento do andamento da obra.

Como a prefeitura ainda não pagou o que é de direito da empresa, cabe aos vereadores saber se há uma previsão de pagamento ou não, para que essa informação chegue ao conhecimento da população de Santarém.

O vereador continua guardando a manifestação da Comissão de Educação da Câmara, no  sentindo de agendar uma reunião com a Secretária Municipal de Educação, para que os vereadores tenham conhecimento sobre o que realmente aconteceu com os recursos destinados à construção da escola e que até agora o compromisso não foi honrando junto a empresa responsável pela construção. (Com informações da Ascom da Câmara Municipal)

 

 

Leia também:
TAC impõe regras para despoluir Alter do Chão
Fiepa ensina como pagar menos tributos
Sebrae faz dia do conhecimento empresarial
MPF pede que pena a desmatador seja mantida
Entraves sobre Aveiro discutidos em Brasília
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *