TCM adia julgamento de contas “podre” do ex-prefeito Alexandre Von

A prestação de contas da Semap, exercício de 2014, de responsabilidade do ex-titular da pasta Rosivaldo Colares, foi retirada de pauta do julgamento do TCM. Essas contas são consideradas uma das prestações mais “podres”, pelo recheio de irregularidades, da gestão do ex-prefeito de Santarém Alexandre Von (2013-2016). O carro-chefe das irregularidades são as licitações. Até agora, essas contas já levaram 3 cartões vermelhos – da área técnica, do Ministério Público de Contas e da relatoria.

Imprimir

Portal Jeso Carneiro

O ex-prefeito Alexandre Von e Rosivaldo Colares

BELÉM – Não ocorreu ontem, dia 15, como estava previsto, o julgamento pelo TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) daquela que é considerada uma das prestações mais “podres”, pelo recheio de irregularidades, da gestão do ex-prefeito de Santarém Alexandre Von (2013-2016).

Ela foi retirada da pauta.

Trata-se das contas de 2014 da Semap (Secretaria Municipal de Agricultura e Incentivo à Produção Familiar), de responsabilidade do ex-titular da pasta Rosivaldo Colares.

Até agora, essas contas já levaram 3 cartões vermelhos – da área técnica, do Ministério Público de Contas e da relatoria.

O carro-chefe das irregularidades são as licitações.

Rosivaldo Colares, cipoalense cooptado por Von quando prefeito, movimentou em 2014 recursos públicos na ordem de R$ 11 milhões.

Uma das principais empresas beneficiadas pela Semap, através de licitações supostamente fraudulentas, foi a L. B. Silva Locação de Equipamentos, que se tornou uma máquina de certames licitatórios no governo Von.

 

 

 

Leia também:
Fundação oferece apoio a projetos para…
Pesquisa na Ufopa incentiva uso de…
Operação combate compra de ouro ilegal no…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *