STF cita vice de Helder por fraudar licitação

Candidato a vice-governador do Pará na chapa do PMDB (Helder Barbalho), o deputado federal multiprocessado Lira Maia (DEM) recebeu notificação do STF (Supremo Tribunal Federal), para que apresente defesa nos autos de uma denúncia oferecida contra ele pelo MPF (Ministério Público Federal). Maia (foto) é acusado de crime de fraude à licitação pública à época que foi prefeito de Santarém (1997-2004). Deputado federal por dois mandatos, Lira Maia é o político brasileiro com mais procedimentos judiciais no STF.

Imprimir

O multiprocessado deputado federal Joaquim de Lira Maia

Blog do Jeso

BRASÍLIA – Candidato a vice-governador do Pará na chapa do PMDB (Helder Barbalho), o deputado federal multiprocessado Lira Maia (DEM) recebeu notificação do STF (Supremo Tribunal Federal), para que apresente defesa nos autos de uma denúncia oferecida contra ele pelo MPF (Ministério Público Federal).

Maia (foto) é acusado de crime de fraude à licitação pública à época que foi prefeito de Santarém (1997-2004).

O parlamentar recebeu e assinou a notificação na terça-feira (5).

Ele tem agora, a contar daquela data, 15 dias para fazer sua defesa e entregá-la ao STF, conforme instrução do relator do inquérito (nº 3036), ministro Celso de Mello, em despacho no final de maio deste ano.

O crime, segundo o MPF, foi praticada em 2004.

Lira Maia e Edvaldo Uchoa Gonzaga, ex-secretário municipal, são acusados de fraudar licitação para desviar recursos públicos do antigo Fundef (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), hoje Fundeb.

Deputado federal por dois mandatos, Lira Maia é o político brasileiro com mais procedimentos judiciais no STF.

Só as ações penais são 4.

 

 

Leia também:
Produção capitalista na Amazônia em debate
MPF investiga reajuste na tarifa de energia 
Governo na Justiça contra aumento de energia
Aviação regional terá subsídio de R$ 1 bi
Nomeados 54 novos técnicos para Ufopa

 

Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *