Infarto mata ex-governador Alacid Nunes

Alacid Nunes faleceu na noite de sábado, dia 5, aos 90 anos, em sua fazenda no Marajó, onde passava o fim de semana. O corpo chegou a Belém na manhã de domingo e, no início da tarde, recebeu as primeiras homenagens na antiga sede do governo estadual, que agora abriga o Museu do Estado. Ex-governador por duas vezes, ex-prefeito de Belém e ex-deputado federal, Alacid Nunes foi lembrado pela seriedade e princípio com que costumava conduzir suas administrações. O corpo de Alacid Nunes será enterrado ao meio dia desta segunda-feira, 7, no cemitério de Santa Izabel, em Belém.

Imprimir

O governador Simão Jatene esteve presente no velório de Alacid Nunes

BELÉM – Consternação, respeito e saudade marcaram o velório do ex-governador do Pará, Alacid Nunes, realizado no Palácio Lauro Sodré durante todo o domingo, 6. Alacid Nunes faleceu na noite de sábado, dia 5, aos 90 anos, em sua fazenda no Marajó, onde passava o fim de semana.

Por volta das 22h ele sentiu fortes dores no peito e nas costas. Socorrido por familiares, ele foi levado à Soure, que fica a cerca de uma hora da propriedade, mas não resistiu até o atendimento médico. O corpo chegou a Belém na manhã de domingo e, no início da tarde, recebeu as primeiras homenagens na antiga sede do governo estadual, que agora abriga o Museu do Estado.

Autoridades , familiares e amigos foram se despedir de uma das maiores lideranças políticas do Pará dos anos 60 aos 80. Ex-governador por duas vezes, ex-prefeito de Belém e ex-deputado federal, Alacid Nunes foi lembrado pela seriedade e princípio com que costumava conduzir suas administrações.

O governador Simão Jatene fez questão de destacar o que ele chamou de ”legado do respeito”. “Alacid era um homem de muito caráter. Ele mostrou que a política pode ser feita com princípios e que as disputas devem respeitar regras que estão acima das próprias regras ditadas pela política, que são as de convivência social. A historia do ‘vale-tudo’ não é um bom caminho pra construir nada. Acho que esse é o principal legado que ele nos deixa. Todavia, em nenhum momento ele deixou de ser determinado, e a capacidade de combinar essas duas coisas foi sua maior qualidade”, declarou.

A viúva, Marilda Nunes, não saiu de perto do caixão em nenhum momento. Alacid Nunes deixou três filhos, entre eles o secretário de Estado de Agricultura e Pesca, Hildegardo Nunes. Emocionado, ele falou do homem público a quem aprendeu respeitar e do chefe de família a quem teve como maior exemplo. ”Como administrador, acho que a própria história vai mostrar o que sua perda representa. Como filho, eu só tenho a dizer que ele foi o melhor pai do mundo!”

O presidente da OAB nacional, Ophir Cavalcante Junior, lembrou que o ex-prefeito de Belém, mesmo vindo das fileiras militares, como coronel, lutou pela realização da primeira eleição direta pra governador, em 1982. “Em que pese toda sua formação militar, ele nunca perdeu o sentido de que só se constrói uma sociedade justa e soberana a partir da democracia, a partir de eleições livres.”

Mesmo os adversários políticos, como o ex-deputado Zeno Veloso, reverenciaram o trabalho do político.”O Alacid foi um governador muito atuante e fez uma quantidade de obras impressionante durante seus mandatos”, lembrou.

O deputado Junior Ferrari conheceu Alacid Nunes mais de perto em 2002, quando concorreu à vaga na Câmara e o ex-prefeito de Belém comandava a campanha de seu filho, Hildegardo, a governador. “Alacid era um homem correto, de gestos simples. Era extremamente prático e objetivo.”

o ex-governador condecorado pelo TJE

A honestidade foi outra qualidade ressaltada pelo coronel PM João Paulo Vieira, que foi coordenador do controle de trânsito no Detran, durante o mandato de Alacid como governador, entre 79 e 82. “Todas as vezes em que ele reunia com a gente, nos alertava para a importância de uma gestão íntegra, correta. Era de uma retidão impressionante”, afirmou.

O lado humano de Alacid Nunes também foi muito lembrado por gente como Orlando Calvinho, que foi seu motorista durante mais de 20 anos. “Ele me ajudou muito. Tenho muito a agradecer a ele e à dona Marilda. Alacid era um homem de palavra, cumpria com tudo o que prometia.”

O ex-diretor do extinto hospital Juliano Moreira, Durvalino Braga, se emocionou ao lembrar de um fato que considera marcante na personalidade de Alacid Nunes. “Ele foi o único governador que tinha por hábito visitar os pacientes no dia de Natal. Isso foi algo que me marcou muito quando o conheci.”

O corpo de Alacid Nunes será enterrado ao meio dia desta segunda-feira, 7, no cemitério de Santa Izabel, em Belém. (Com informações da Secom)

 

 

Leia também:
Ações de proteção à floresta no ‘Dia da Amazônia’
Povos ‘sem história’, entre a exuberância e a…
Brasil vende carne de frango para 150 países
Fotógrafos fazem exposição sobre o Sairé
Capacitação ajudará agricultores sobre cumaru
Sobre ‘Sementes do Sol’  -  Por Helvecio Santos
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *