O profissionalismo venceu as eleições.

Votum, a primeira agência de Inteligência Política da região Oeste do Pará elegeu 19 candidatos, sendo 3 prefeitos e 16 vereadores. Ela conseguiu envolver em suas campanhas mais de 300.000 pessoas de maneira orgânica nas mídias sociais e aplicativos de mensagens instantâneas como o Whatsapp. Foi esse trabalho de posicionamento estratégico do candidato e produção de conteúdo que ajudou a conquistar mais de 130.000 votos em 4 municípios. Em Santarém, ajudaram Nélio Aguiar através de consultorias, pesquisas e coaching a ser eleito logo no primeiro turno, além de mais 4 candidatos a vereadores.

Imprimir

INFORME PUBLICITÁRIO

SANTARÉM –  O grande derrotado das eleições foi sem dúvida alguma o amadorismo. Um bom exemplo disso é o trabalho vitorioso desenvolvido pela Votum, a primeira Agência de Inteligência Política da região, que ajudou a eleger 19 candidatos.

A empresa é a união de dois dos mais premiados profissionais da propaganda paraense, Jonas Meneses e Giovanni Mileo, que já ajudaram a conquistar mais de 20 milhões de votos ao longo de 25 anos de carreira, com um time de primeira linha: Ailanda, Júlio Cesar Guimarães, Diocliides Baia, Elivaldo Reis, Elaine Moraes e Jodelle Sousa.

A Votum trouxe a região uma série de serviços inovadores como Coaching Político (método de desenvolvimento mental do candidato), Visagismo Político (adequação do rosto do candidato para conquistar mais votos), Treinamento Motivacional das equipes, Linguagem Corporal, Neuromarketing, (a ciência que estimula o nosso cérebro emocional na tomada de decisões), Marketing Digital para mídias sociais e pesquisas científicas que fizeram a diferença.

Em Santarém, ajudaram Nélio Aguiar através de consultorias, pesquisas e coaching a ser eleito logo no primeiro turno, além de mais 4 candidatos a vereadores. Ronan Liberal Jr, que quase dobrou sua votação em relação a eleição anterior, Henderson Pinto, Antônio Rocha e o estreante Alaércio Drogamil. Na cidade de Alenquer, projetaram frei Juraci Estevam a uma vitória arrasadora com poucos recursos financeiros e contra todos os prognósticos. Além disso apoiaram a vitória de candidatos em outros munícipios como Rurópolis e Placas.

A Votum conseguiu envolver em suas campanhas mais de 300.000 pessoas de maneira orgânica nas mídias sociais e aplicativos de mensagens instantâneas como o Whatsapp. Uma audiência maior do que a da televisão em várias cidades.

Foi esse trabalho de posicionamento estratégico do candidato, neuromarketing, desenvolvimento mental e produção de conteúdo que ajudou a conquistar mais de 130.000 votos em 4 municípios da região.

“É importante destacar que todo o trabalho científico e de marketing potencializam as chances do candidato, mas o carisma do candidato, o bom trabalho como gestor e a escolha correta da coligação continuam sendo fatores muito importantes,” esclarece Giovanni Mileo.

“Entre os maiores erros dos candidatos à reeleição em 2016 estão a preocupação com o marketing apenas próximo das eleições, o distanciamento do povo, pouca atenção às mídias sociais e a falta da construção de uma imagem pessoal duradoura” complementa Jonas Meneses.

Os candidatos não eleitos que o digam.

 

 

 

 

Leia também:
Ufopa sedia encontro de estudantes indígenas
Reviravolta na eleição para Câmara, sai Otávio…
MRN oferece 65 vagas em Oriximiná para…
Alcoa apoia estudantes de Juruti em primeira…
Caminhada em defesa do igarapé Urumari
Pesquisa em neurociências investiga…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *