Quatro assaltantes do Basa de Rurópolis mortos em confronto com policiais militares

Quatro dos oitos suspeitos do assalto a uma agência do Basa em Rurópolis, sudoeste paraense, na semana passada, morreram nesta segunda, dia 18, após entrarem em confronto com policiais militares e civis, de acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). A troca de tiros ocorreu, segundo o coronel Héldson Tomazo, comandante regional da PM, na vicinal (estrada) da Cachoeira, cerca de 20 km da área urbana de Rurópolis. Os corpos dos assaltantes já estão na cidade.

Imprimir

O corpo de um dos assaltantes chega em Rurópolis na camionete da PM

RURÓPOLIS – Quatro dos oitos suspeitos do assalto a uma agência do Basa em Rurópolis, sudoeste paraense, na semana passada,  morreram nesta segunda, dia 18, após entrarem em confronto com policiais militares e civis, de acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

O grupo tentou furar um bloqueio na mata da área rural do município,  distante cerca de 20 km da rodovia BR-230 (Transamazônica), durante a madrugada.

A troca de tiros ocorreu, segundo o coronel Héldson Tomazo, comandante regional da PM, na vicinal (estrada) da Cachoeira, cerca de 20 km da área urbana de Rurópolis. Os corpos dos assaltantes já estão na cidade.

Os bandidos enfrentaram os policiais na vicinal da Cacheira, 20 km da cidade

“Estamos nos reforçando com mais efetivo e barreiras nas fronteiras dos municípios no entorno de Rurópolis”, disse o oficial da PM.

A área estava cercada por aproximadamente 70 policiais, cuja operação foi comandada pelo tenente coronel Roberto Coraci, com sede em Itaituba, oeste paraense, e que também apreendeu várias armas.

O nome dos suspeitos mortos no confronto ainda não foram informados pela Segup, mas testemunhas apontaram os prenomes Renan, Edson e Clodoaldo, e um apelido: “Caroço”.

Esse foi o segundo assalto ao Basa em pouco mais de 1 ano. Desta vez rendeu cerca de 300 mil reais aos assaltantes. (Com informações do Blog do Jeso e da Secom)

 

 

 

Leia também:
Ex-prefeito de Prainha, Joaquim Nunes, condenado…
S. Raimundo perde nos pênaltis para Cametá
Estado firma acordo para implantar novo polo…
Vitória suada nos pênaltis coloca S.Francisco…
Uma história de amor sem ponto final…
O Brasil paralisado, como um time à espera…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *