Caçada a assaltantes continua em Rurópolis

As buscas agora se concentram no ramal dos Baianos, para onde o bando fugiu depois do assalto. Os bandidos entraram no banco com armamento pesado, disparando tiros. É a segunda vez, em pouco mais de um ano, que o Basa é assaltado. Na anterior, em fevereiro do ano passado, os bandidos chegaram a levar até reféns na fuga. O banco ainda não informou a quantia levada pelos assaltantes. O bando rodou na cidade disparando tiros, causando pânico nos moradores.

Imprimir

Curiosos se aglomeraram na agência do Basa após o assalto

RURÓPOLIS – Policiais civis e militares continuam nas buscas para capturar os assaltantes que ontem, dia 11, por volta das 10 horas, assaltaram a agência do Banco da Amazônia nesta cidade, às margens da rodovia Transamazônica.

As buscas agora se concentram no ramal dos Baianos, para onde o bando fugiu depois do assalto. Os bandidos entraram no banco com armamento pesado, disparando tiros.

É a segunda vez, em pouco mais de um ano, que o Basa é assaltado. Na anterior, em fevereiro do ano passado, os bandidos chegaram a levar até reféns na fuga.

O banco ainda não informou a quantia levada pelos assaltantes.

O carro incendiado pelos bandidos durante a fuga

Após o assalto, eles seguiram com reféns em dois veículos – Gol e Hilux – em direção a Itaituba. A PM, no entanto fechou a estrada, obrigando-os a retornarem a Rurópolis.

O bando rodou na cidade disparando tiros, causando pânico nos moradores.

Os assaltantes tomaram, em seguida, o rumo do Travessão da Cachoeira e, na primeira ponte, incendiaram o Gol, para dificultar a passagem dos policiais, e seguiram com os reféns apenas na Hilux.

Eles estão cercados pelos policiais na Vicinal dos Baianos.

Até o momento a polícia não conseguiu fazer a prisão dos bandidos. (Com informações do Blog do Jeso)

 

 

 

Leia também:
Dupla Rai x Fran disputa semifinal do 2° turno
Santarém recebe tocha olímpica em junho
Escola de Juruti ganha brinquedoteca
Concurso público da Câmara Municipal, neste…
Homologação de terra indígena pode ajudar…
Duas ou três propostas para Amazônia…
Governo busca parceiros comerciais para o cacau…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *