Assaltantes do Basa de Rurópolis encurralados

Dos oitos assaltantes, quatro continuam tentando fugir, mas estariam encurralados pelo cerco policial. Ontem, houve confronto entre policiais e quatro homens que integravam o bando, na zona vicinal da Cachoeira, zona rural de Rurópolis, a 20 quilômetros da sede municipal. Na troca de tiros no meio da mata, os quatro acusados morreram. Cerca de 90 agentes de segurança trabalham para capturar os acusados, incluindo policiais que atuam no Programa de Repressão ao Roubo a Bancos (Repreban). Integrantes da Polícia Rodoviária Federal também auxiliam o trabalho dos agentes da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Imprimir

Um dos assaltantes mortos nos confrontos com os policiais

RURÓPOLIS –  As polícias Civil e Militar continuam a perseguição aos acusados do assalto a agência bancária do Basa, neste município do oeste do Pará, ocorrido na semana passada.

Dos oitos assaltantes, quatro continuam tentando fugir, mas estariam encurralados pelo cerco policial.

Na manhã de segunda, dia 18, houve confronto entre policiais e quatro homens que integravam o bando, na zona vicinal da Cachoeira, zona rural de Rurópolis, a 20 quilômetros da sede municipal. Na troca de tiros no meio da mata, os acusados morreram.

Conforme o delegado Vicente Gomes, titular da Superintendência da Polícia Civil na Região do Tapajós, houve duas trocas de tiros entre os policiais e os assaltantes. O delegado informou ainda que o grupo fugiu em direção à estrada conhecida como Cachoeirinha, já que a saída de Rurópolis havia sido bloqueada por policiais militares e civis o que os deixou encurralados. Segundo o delegado, pelo menos oito homens participaram do assalto.

Reforços do Grupamento Tático Operacional (GTO) de Itaituba e Santarém, do Comando de Operações Especiais (COE), policiais militares do Comando de Policiamento Regional de Itaituba e policiais civis da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos (DRRB) foram deslocados para o município, reforçando a busca aos assaltantes. Um helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) ajudou o trabalho dos policiais na região.

CONFRONTOS Cerca de 90 agentes de segurança trabalham para capturar os acusados, incluindo policiais que atuam no Programa de Repressão ao Roubo a Bancos (Repreban). Integrantes da Polícia Rodoviária Federal também auxiliam o trabalho dos agentes da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). Ainda no último dia 11, por volta das 23 h, na mata, houve o primeiro confronto entre militares do COE e os assaltantes. Na ocasião, os acusados fugiram, abandonando uma escopeta no local.

Homens do Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual e demais grupamentos da PM montaram barreiras na região. No mesmo dia, os assaltantes abandonaram dois veículos usados no crime. Um Gol foi queimado na cabeceira de uma ponte, na estrada.

Com o andamento das buscas, os policiais localizaram a área na mata onde os assaltantes estavam escondidos. Na madrugada de domingo (17), por volta de 2 horas, houve a primeira troca de tiros, a 8 quilômetros do local onde os assaltantes abandonaram o carro incendiado.

Os acusados conseguiram fugir, mas os policiais continuaram a perseguição. Até que, no final da manhã desta segunda-feira, os policiais localizaram os assaltantes na mata e houve nova troca de tiros.

Desta vez, dois suspeitos foram atingidos pelos disparos e morreram. As buscas prosseguiram e, cerca de meia hora depois, os policiais tiveram novo confronto com mais dois assaltantes, que foram baleados e também não resistiram aos ferimentos. O delegado disse que os corpos serão levados para o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves de Itaituba. (Com informações da Secom)

 

 

 

 

 

Leia também:
Quatro assaltantes do Basa de Rurópolis mortos…
Ex-prefeito de Prainha, Joaquim Nunes, condenado…
S. Raimundo perde nos pênaltis para Cametá
Estado firma acordo para implantar novo polo…
Vitória suada nos pênaltis coloca S.Francisco…
Uma história de amor sem ponto final…
O Brasil paralisado, como um time à espera…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *