Projeto educacional transforma crianças em defensores da natureza em Juruti

O projeto Defensores da Natureza, foi implantando pela Alcoa na comunidade Nova Galileia, região de Juruti Velho, na Escola Professora Lindeth Evangelista de Sousa. A escola, que recebe diariamente 280 alunos, há dois anos aceitou o desafio de criar um bosque com 10 mil mudas de espécies nativas. O bosque integrou as atividades de educação ambiental do projeto Defensores da Natureza e vem sendo um exemplo de conscientização sobre a importância da floresta entre os estudantes e seus familiares. O Instituto Vitória Régia é parceiro da Alcoa na execução do projeto Defensores da Natureza.

Imprimir

Alunos e professores envolvidos no projeto Defensores da Natureza

JURUTI – Paixão pela natureza. É o que transmitem os alunos da Escola Professora Lindeth Evangelista de Sousa quando se caracterizam de personagens da região para encenar os resultados alcançados com o projeto Defensores da Natureza, implantando pela Alcoa na comunidade Nova Galileia, região de Juruti Velho, em Juruti, onde a empresa mantém atividades de mineração de bauxita.

A escola, que recebe diariamente 280 alunos, há dois anos aceitou o desafio de criar um bosque com 10 mil mudas de espécies nativas. O bosque integrou as atividades de educação ambiental do projeto Defensores da Natureza e vem sendo um exemplo de conscientização sobre a importância da floresta entre os estudantes e seus familiares.

“O projeto se desenvolve de forma prática e teórica”, explica o professor Salineu dos Santos Sousa. “Nós, professores, recebemos material para trabalhar com os alunos e após esse trabalho em sala de aula – conscientização, ensinamento sobre substrato e plantio da muda – nós levamos as crianças para se envolverem no trabalho, na prática. É um método muito eficaz pois elas aprendem a gostar da natureza, aprendem a plantar e a conservar as plantas” esclarece.

Professor Salineu diz que vários plantios de árvores já foram feitos na praça e nas ruas da comunidade, além das dez mil projetadas inicialmente. “Temos tido sucesso, pois as crianças têm demonstrado pra nós essa paixão pela natureza e as famílias já têm, na produção de mudas, uma atividade econômica, onde elas produzem em casa no saquinho, com substrato e depois vendem essas mudas”, ressalta.

O Instituto Vitória Régia é parceiro da Alcoa na execução do projeto Defensores da Natureza. O presidente do IVR, Alex Santos, explica que este é um projeto novo, de maior identificação da comunidade local com a preocupação quanto à devastação do meio ambiente. Ele explica que o objetivo inicial era a criação de um bosque na comunidade, para mostrar a importância de conhecer a fauna e flora e ao mesmo tempo proteger.

“Mais do que isso, o projeto vem conseguindo criar uma consciência nas crianças, de que é preciso preservar a natureza local e aumentar a quantidade de árvores plantadas, para substituir as áreas já degradadas na comunidade”, ressalta.

O projeto Defensores da Natureza foi criado em 2015, com o objetivo de desenvolver ações concretas de proteção ambiental através da educação escolar. Com suas ações, proporciona aos alunos a produção de conhecimento e conscientização, para possibilitar o surgimento de novos comportamentos que promovam a proteção da natureza, com envolvimento das comunidades locais, o poder público, o setor privado e o terceiro setor. (Ascom/Alcoa)

 

 

 

 

Leia também:
MPF quer fiscalizações periódicas contra…
Ação judicial conjunta pede cancelamento de…
Hospital Regional abre vagas para seis cargos
Governo do Pará cobra soluções para oscilações…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *