Floresta Amazônica: porque e como salvá-la

As florestas são a fonte de subsistência de aproximadamente 1,6 bilhões de pessoas no mundo, segundo afirma a Organização das Nações Unidas (ONU). Além disso, mais de 80% de todas as espécies de animais e plantas terrestres vivem em florestas. De acordo com o IPAM Amazônia, a floresta Amazônica representa um terço das florestas tropicais do planeta e hospeda 20% da água doce e mais da metade da biodiversidade do mundo. Para isso, é preciso principalmente combater e punir o desmatamento ilegal e predatório da Amazônia e a grilagem de terras.

Imprimir

Em 2018 a Amazônia perdeu uma área verde equivalente a 200 mil campos de futebol em dez meses (Fonte: Pexels)

Se em 2015 o Brasil foi elogiado por diminuir o desmatamento da floresta Amazônica, desde então as notícias têm sido bem menos favoráveis para o meio ambiente no país. Em 2017, o número de queimadas bateu recordes e, em 2018, o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), ONG que monitora a floresta por satélite, revelou que o desmatamento voltou a crescer na floresta.

Uma reportagem do Jornal Nacional de junho de 2018 mostrou que a Amazônia perdeu uma área verde equivalente a 200 mil campos de futebol em dez meses. Os estados mais afetados foram Pará, Mato Grosso e Amazonas.

A destruição da maior floresta tropical do mundo tem sido motivo de preocupação não apenas para o Brasil, mas também para outros países. Mas por que, afinal, a Amazônia é tão importante? E ainda é possível salvá-la?

Em defesa das florestas

As florestas são a fonte de subsistência de aproximadamente 1,6 bilhões de pessoas no mundo, segundo afirma a Organização das Nações Unidas (ONU). Além disso, mais de 80% de todas as espécies de animais e plantas terrestres vivem em florestas. De acordo com o IPAM Amazônia, a floresta Amazônica representa um terço das florestas tropicais do planeta e hospeda 20% da água doce e mais da metade da biodiversidade do mundo.

Porém, mesmo quem habita áreas urbanas e não gasta muito tempo se preocupando com a flora e a fauna terrestres podem ser afetadas — e muito — pela destruição de áreas verdes no planeta, em particular pela degradação da Amazônia. A floresta é vital para garantir a qualidade do solo e dos estoques de água doce, além de contribuir para o equilíbrio climático.

Responsáveis por “sequestrar” dióxido de carbono da atmosfera, as árvores são importantíssimas para a luta contra o aquecimento global, que tem sido o centro de cada vez mais preocupações de cientistas e governos no mundo todo.

80% da Floresta Amazônica original permanece praticamente intacta e é possível — e necessário — cuidar desse patrimônio. (Fonte: Pexels)

Muitas pessoas já estão cientes da necessidade da conservação de áreas verdes e do reflorestamento, enquanto várias instituições, empresas e políticos têm contribuído para disseminar essa conscientização e organizar atividades ecológicas — desde pequenas iniciativas de universidades e escolas, que levam moradores para mutirões de plantios, até grandes planos de reflorestamento.

Um desses grandes planos ficou conhecido como o “maior projeto de reflorestamento da história” e tem o objetivo de recuperar 30 mil hectares da floresta Amazônica e replantar 73 milhões de árvores, até 2023. Mesmo assim, essa ação recuperará menos de 5% do desmatamento anual na Amazônia.

Afinal, é possível salvar a Amazônia?

De acordo com a WWF-Brasil, cerca de 80% da Floresta Amazônica original permanece praticamente intacta e é possível — e necessário — cuidar desse patrimônio. Para isso, é preciso principalmente combater e punir o desmatamento ilegal e predatório da Amazônia e a grilagem de terras, além de monitorar e otimizar a agricultura e a pecuária na região, bem como a exploração madeireira, que apresenta um desperdício de cerca de 60% nas serrarias.

O Imazon defende o acesso à informação e o investimento em ferramentas de monitoramento da floresta como forma de denunciar e combater a destruição da floresta. De fato, a informação e a educação são, de forma geral, essenciais, e o futuro da floresta depende da conscientização cada vez mais urgente da população.

 

 

 

Leia também:
Brasil recebe a Copa América em 2019, mas…
Coração silencia a voz de Ray Brito
Instituto Alcoa fomenta sustentabilidade…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *