Santarém e Alter do Chão se preparam para receber a Tocha Olímpica Rio 2016

Do aeroporto da cidade, a tocha seguirá direto para o Portal do Çairé, em Alter do Chão. Dentro do balneário, 20 pessoas vão se revezar ao longo dos 3,5 km de percurso. O maior símbolo das olimpíadas fará o percurso pelos rios Tapajós e Amazonas, até o encontro de suas águas, em frente a cidade. Ao chegar à cidade, 80 pessoas vão revezar a tocha entre 16 km de trajeto, passando pelas partes históricas e comerciais.

Imprimir

Depois de Alter do Chão, o fogo olímpico chega a cidade pelo Terminal Fluvial

SANTARÉM –  Santarém será a segunda cidade paraense a receber o revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016. O evento, que faz parte da programação que antecede as Olimpíadas do Rio de Janeiro, no período de 5 a 21 de agosto deste ano, será realizado no próximo dia 17. A chegada da tocha está prevista para às 10h15.

Do aeroporto da cidade, a tocha seguirá direto para o Portal do Çairé, em Alter do Chão, distrito de Santarém. Dentro do balneário, 20 pessoas vão se revezar ao longo dos 3,5 km de percurso. A chegada do comboio será em frente à ilha, onde os botos Tucuxi e Cor de Rosa vão entregar um condutor da tocha a um catraieiro (barqueiro) que o levará até o barco da marinha.

A partir deste momento, o maior símbolo das olimpíadas fará o percurso pelos rios da região. “Serão duas horas de trajeto até o encontro dos rios Amazonas e Tapajós. A chegada vai ser no terminal hidroviário de Santarém”, explica Ney Bendelack, coordenador do revezamento da tocha.

Ao chegar à cidade, 80 pessoas vão revezar a tocha entre 16 km de trajeto, passando pelas partes históricas e comerciais. Um dos momentos mais aguardados é a passagem do revezamento em frente ao Hospital Regional do Baixo Amazonas.

Para que todo o evento saia dentro do esperado, cerca de 600 pessoas estão envolvidas na organização, entre elas, agentes de segurança, de saúde, de transporte e de economia. As esferas federal, estadual e municipal estão unidas em prol de um organizado e bem sucedido revezamento.

“Foi uma grande festa sermos escolhidos. Vamos mostrar a força do interior em um evento deste porte. Será um dia em que todos estarão voltados para a beleza da nossa região”, conclui Ney Bendelack. (Com informações da Secom)

 

 

 

Leia também:
Celpa inaugura novas subestações em Medicilândia…
Justiça bloqueia R$ 2,8 milhões de madeireiros…
Projeto financiará interessados em…
Ideflor discute proposta de conservação…
Portal orienta regularização de propriedades…
Alcoa faz ação com ‘defensores da natureza’
Oi/Telemar condenada a pagar R$ 5 milhões por…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *