Alcoa doa terrenos para campus da Ufopa

Os terrenos, que totalizam 23 hectares no centro urbano de Juruti, são destinados a estruturas acadêmicas e administrativas do campus, que está em construção no município. Além dos terrenos, o campus da Ufopa Juruti também foi contemplado recentemente com a doação de R$ 1 milhão da empresa para equipar os laboratórios dos cursos de Agronomia e Engenharia de Minas, totalizando o valor de R$ 3,5 milhões em investimentos na parceria com a universidade.

Imprimir

A reitora Raimunda Monteiro e o represente da Alcoa, assinam o documento de repasse do imóvel

JURUTI – A Alcoa, mineradora de bauxita com operações no município de Juruti, formalizou a doação de terrenos no valor de R$ 2,5 milhões à Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa).

Os terrenos, que totalizam 23 hectares no centro urbano de Juruti, são destinados a estruturas acadêmicas e administrativas do campus, que está em construção no município.

A doação faz parte da chamada Agenda Positiva, que é um conjunto de 54 iniciativas da Alcoa em benefício da população de Juruti. A Agenda abrange obras de infraestrutura urbana e rural, saúde, educação, segurança pública, justiça, meio ambiente e assistência social, e é resultado da priorização de necessidades do município em conjunto com o poder público local. Com esta doação, a Alcoa totaliza o investimento de R$ 72,5 milhões em 50 obras concluídas da Agenda Positiva em Juruti.

Além dos terrenos, o campus da Ufopa Juruti também foi contemplado recentemente com a doação de R$ 1 milhão da empresa para equipar os laboratórios dos cursos de Agronomia e Engenharia de Minas, totalizando o valor de R$ 3,5 milhões em investimentos na parceria com a universidade.

ECOA O Instituto Alcoa e a Evoluir desenvolveram, em 2017, em parceria com as secretarias municipais de educação, o Programa ECOA – Educação Comunitária Ambiental – em escolas públicas de três municípios: Poços de Caldas (MG), Juruti (PA) e São Luís (MA).

O programa tem como objetivo promover a aprendizagem baseada em projetos e o protagonismo das crianças, através do aprofundamento das relações interpessoais, da educação para a sustentabilidade e de aprendizagens significativas contextualizadas aos desafios locais.

Entre as ações realizadas dentro dos projetos criados pelas crianças e comunidades escolares estão a revitalização de fachadas e áreas verdes, criação de espaços de leitura e lazer, limpeza de área de manguezais, entre outras.

No processo, além de aprender os conteúdos curriculares de forma aplicada à sua realidade, as crianças desenvolvem habilidades socioemocionais como cooperação, liderança, comunicação, relacionamento, consciência social e protagonismo. (Ascom/Alcoa)

 

 

 

Leia também:
Rebocador da Bertolini é içado e começa…
Preso, Reginaldo Campos renuncia mandato de…
Isenção trilionária é a cereja do bolo da
Senado debate denúncias de que Rede Globo…
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *