Vinte câmeras monitoram pontos na cidade

O sistema de monitoramento será operado de forma setorizada. Na orla de Santarém, há câmeras instaladas nas praças Matriz, Pescador e São Sebastião. Há também câmeras localizadas nas entradas e saídas da cidade, nas rodovias BR-163, Santarém-Curuá-Una e Fernando Guilhon, área urbana da Cuiabá e setor bancário, ao longo da avenida Rui Barbosa.

Imprimir

Vinte pessoas associadas às instituições que representam os deficientes físicos já estão em treinamento no Núcleo Integrado de Operações Especiais.

SANTARÉM – A Prefeitura de Santarém recebeu da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) as primeiras 20 câmeras de videomonitoramento que vão dar apoio às ações do planejamento estratégico de segurança pública. Quinze funcionários das associações dos deficientes físicos da cidade e dos amigos dos portadores de deficiência do Tapajós serão cedidos pelo município para operar os equipamentos.

O sistema de monitoramento será operado de forma setorizada. Na orla de Santarém, há câmeras instaladas nas praças Matriz, Pescador e São Sebastião. Há também câmeras localizadas nas entradas e saídas da cidade, nas rodovias BR-163, Santarém-Curuá-Una e Fernando Guilhon, área urbana da Cuiabá e setor bancário, ao longo da avenida Rui Barbosa.

Vinte pessoas associadas às instituições que representam os deficientes físicos já estão em treinamento no Núcleo Integrado de Operações Especiais. Destas, 15 serão selecionadas e trabalharão em regime de turnos de serviço. A presidente da associação dos deficientes físicos, Letícia Fernandes, elogiou a iniciativa e a parceria entre os governos estadual e municipal para promover a inclusão de pessoas portadoras de deficiência, por meio de atividades profissionais.

Segundo o prefeito de Santarém, Alexandre Von, outras 20 câmeras serão instaladas em áreas mais distantes do centro da cidade, até o final do ano. O secretário adjunto de Segup, coronel Mário Solano, explicou que as câmeras instaladas serão importantes ferramentas para prevenir a criminalidade no município e para o registro de irregularidades no trânsito. Cada equipamento vai operar em regime de 360º e com raio de ação de oito quilômetros. (Secom)

 

Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *