Forças sírias intensificam ofensiva próximo à fronteira da Turquia

Governo sírio enfrenta quase cinco meses de protestos contra o regime.
Turquia pressiona para o fim da repressão violenta.

Imprimir

Tanques sírios atacaram cidades no noroeste do país, próximo à fronteira com a Turquia, nesta quarta-feira (10), expandindo a ofensiva militar para reprimir protestos antigoverno, disseram moradores locais. Os ataques ocorrem um dia depois que a Turquia pressionou o presidente sírio, Bashar al-Assad, a acabar com o assassinato de civis.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos disse que ao menos uma mulher foi morta e 13 pessoas ficaram feridas quando 12 tanques e veículos blindados, além de 10 ônibus lotados de soldados, entraram nas cidades de Taftanaz e Sermin, a cerca de 30 quilômetros da fronteira com a Turquia.

Na terça-feira, as forças sírias mataram quatro moradores na cidade próxima de Binnish, segundo os defensores de direitos humanos. ‘As três cidades estão perto de Idlib (a capital provincial) e são próximas uma da outra geograficamente e em termos de laços familiares. Protestos diários na região são constantes desde o início do Ramadã’, disse um morador local à agência Reuters por telefone, referindo-se ao mês de jejum muçulmano que começou na semana passada.

A Turquia, cuja província de Iskendurum, ao sul, faz fronteira com Idlib, exigiu na terça-feira que Damasco ponha fim ao assassinato de civis e disse que observaria os eventos na Síria nos próximos dias.

A mensagem da Turquia, aliada de longa data da Síria, aumentou a pressão sobre Assad, que disse que as forças continuariam a perseguir ‘grupos terroristas’.

Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *