Descaso faz Alter do Chão ficar distante de certificação internacional Bandeira Azul

O Programa Bandeira Azul promove o uso sustentável das áreas costeiras (marinhas e de água doce) por meio de ações de educação e informação ambiental, qualidade da água e balneabilidade, segurança dos usuários e gestão ambiental. Ainda que eleita internacionalmente, pelo jornal inglês The Guardian, como a praia mais bonita do Brasil, Alter do Chão, sofre com o descaso da administração municipal. Até agora, quase ao final de seu mandato, o prefeito Alexandre Von (PSDB) muito pouco tem feito para garantir à vila balneária qualquer um dos requisitos do Bandeira Azul.

Imprimir

Alter do Chão sofre com o descaso da administração municipal.

SANTARÉM – Tendência mundial na área de turismo com responsabilidade socioambiental, o Programa Bandeira Azul, que reconhece internacionalmente praias litorais e de água doce como destinos turísticos seguros e ambientalmente preservados, ainda está longe de ser alcançado pela vila balneária de Alter do Chão.

O Programa Bandeira Azul promove o uso sustentável das áreas costeiras (marinhas e de água doce) por meio de ações de educação e informação ambiental, qualidade da água e balneabilidade, segurança dos usuários e gestão ambiental. O objetivo do programa é unir turismo e lazer às questões ambientais a níveis local, regional, nacional e internacional.

Ainda que eleita internacionalmente, pelo jornal inglês The Guardian, como a praia mais bonita do Brasil, Alter do Chão, sofre com o descaso da administração municipal. Até agora, quase ao final de seu mandato, o prefeito Alexandre Von (PSDB) muito pouco tem feito para garantir a vila balneária qualquer um dos requisitos do Bandeira Azul.

O esgoto da vila é despejado diretamente no Lago Verde

É comum, por exemplo, barcos de turismo jogarem dejetos diretamente na água do rio Tapajós, e as casas da vila não possuem coleta de esgoto. Aliás, este foi um dos motivos alegados pelo Ministério Público do Estado, para pedir a interdição da praia, em fevereiro deste ano, depois da confirmação de casos de hepatite A na vila.

O promotor Túlio Novaes diz que a raiz do problema é a falta de saneamento. ”Para que não despejem mais matéria fecal no lago, é necessário que seja construída uma estação de tratamento de esgoto na vila”, afirma.

Iniciativa que até agora não foi tomada e nem tem previsão de ser feita pela atual gestão do município.

VALORES Para o ministro do Turismo, Henrique Alves, a certificação reforça a preocupação com as questões ambientais e agrega valor aos destinos turísticos.

“O meio ambiente é um dos principais insumos do turismo.  Essa é uma oportunidade para que outras praias do país se sensibilizem e adotem medidas que as tornem capacitadas a concorrer, ajudando ainda mais a promover o nosso país”, afirma.

As bandeiras serão hasteadas para a primeira temporada de 2015/2016, que varia de acordo com a região onde se localizam as praias. Como regra geral, ela começará oficialmente a partir do dia 1º de novembro e as bandeiras devem ser hasteadas até, no máximo, dia 15 de dezembro.

O júri internacional, que conta com várias organizações, entre elas a Organização Mundial do Turismo, se reunirá em setembro na Dinamarca para avaliar os candidatos brasileiros junto com os demais candidatos de países do Hemisfério Sul.

Prainha (RJ) ostenta orgulhosa sua Bandeira Azul

No Brasil, a primeira certificação foi conferida à Praia de Jurerê Internacional, em Santa Catarina, na temporada de 2009/2010.

Pelo menos cinco novas praias lançaram suas candidaturas para obter a certificação, são elas Praia de Palmas (Governador Celso Ramos, SC), Praia de Ponta de Nossa Senhora do Guadalupe (Salvador, BA), Praia do Remanso (Rio das Ostras, RJ); a Lagoa do Peri (Florianópolis, SC) e a Lagoa do Iriry (Rio das Ostras, RJ).

Duas praias já possuem bandeiras hasteadas e estão apenas renovando sua certificação, Praia do Tombo (Guarujá, SP) e Prainha (Rio de Janeiro, RJ).

(Com informações da Ascom do Ministério do Turismo, Ronilma Santos e Redação)

 

 

 

Leia também:
Imprimir

Deixe um comentário

Current month ye@r day *